Dentes separados, e agora?

Smiling baby with hat

 

É muito comum os pais ficarem preocupados com os dentes separados dos filhos, achando que isso é um problema e uma das preocupações mais comuns é em relação a estética facial da criança. Porém, as crianças não se incomodam nem um pouco com isso nessa fase. Os espaços entre os dentes muitas vezes tem um motivo e uma função importante na hora da troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes. Os espaços entre os dentes não é motivo de preocupação, vamos entender o porquê.

A dentição decídua está completa por volta de 2 anos e meio a 3 anos de vida. O arco dentário da dentição de leite pode ser classificado como Tipo I ( se houver espaços) e tipo II ( se não houver espaços) e pode ter espaços primatas, que são espaços que favorecem ainda mais a troca dos dentes. O arco Tipo I é o que possui diastemas (espaços) entre os dentes anteriores e é mais favorável a um bom posicionamento dos dentes anteriores permanentes quando erupcionarem. O arco Tipo II é o que não possui espaços entre os dentes anteriores.

Pode apresentar tendência maior ao apinhamento nessa região, quando os dentes decíduos forem substituidos pelos dentes permanentes. Comparando a soma dos diâmetros do tamanho dos dentes de leite com os dentes permanentes, verificamos que os dentes permamentes são maiores e na hora da troca eles não conseguiriam se acomodar harmoniosamente. Por isso a necessidade dos mecanismos compensatórios, como os espaços presentes na dentição decídua para propiciar uma melhor acomodação da dentição permanente.

 

diatemas dos primatas

 

 

O período da dentição mista é conceituada como um estágio de desenvolvimento dentário, no qual dentes decíduos e permanentes estão presentes nos arcos dentários. Esse período é denominado “fase do patinho feio” de Broadbent. Nessa época os incisivos superiores apresentam uma divergência do longo eixo, determinando diastemas (espaços entre eles). Essa fase tem início aproximadamente aos 8 anos e tende a desaparecer por volta dos 12 anos naturalmente, sem intervenção ortodontica. É uma fase fisiológica, ou seja, natural, que posteriormente na época da erupção dos caninos permanentes tende a desaparecer. Vale também salientar que o desenvolvimento da dentição está intimamente associada com a morfologia e o crescimento da face e com a maneira pela qual as funções da região buco facial são exercidas ( alimentação, respiração, fala, etc…)

 

2

 

 

Os anos passam e cada fase da criança é única, por isso aproveitem esse momento junto aos filhos da troca dos primeiros dentinhos, a curtição da fada do dente, das primeiras janelinhas. Essa fase especial requer muitos cuidados e orientações, por isso lembre-se de visitar o dentista nesse período.

3





1 Comment on Dentes separados, e agora?

  1. superbeets
    01/16/2021 at 16:25 (8 months ago)

    Hi, I wish for to subscribe for this webpage to take most recent updates, so where can i do it please assist.|

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *