Casamento em crise

Casamento. Antes de começar esse post eu gostaria muito que vocês soubessem que muitos e muitos casamentos não são essa perfeição que aparece estampada no facebook. Acredito também que é um tema do qual não deveríamos nos envergonhar e falar abertamente sobre, porque somente assim, compartilhando podemos nos encontrar e ter saídas e respostas que possam nos levar ao caminho da felicidade.

Casamento

Chega um momento na vida do casal que nem a mulher nem o homem convivem mais em harmonia e a crise se instaura. A chegada do filho à princípio só poderia trazer união, mas as discussões corriqueiras e quotidianas misturadas com as inseguranças e cansaço da chegada do novo membro acabam destruindo de pouco a pouco a comunicação amorosa e o amor.

Sim o amor também pode ser prejudicado porque amor nào sobrevive à falta de respeito e a falta de respeito chega. A mulher acaba perdendo o respeito por aquela imagem que idealizou e mesmo que essa falta nao seja expressa, ela é emocional e reflecte no tom das palavras e como consequência no diálogo, que requer muito carinho nesse momento de crise.

Pronto, não precisa muita coisa mais e o caos conjugal está instaurado, mas tudo parece conspirar contra e quando você vÊ tudo sai errado. Da maneira de agir dentro de casa, do jeito que fala com seu filho, e quando esquece de tirar o lixo então,…BUM ! Você começa a se questionar porque foi se casar.

Você pega “inhaca” do marido. E agora? Meu Deus. Já está em pânico, pensando “antes só do que mal acompanhada”, e mentalmente já voltou para a casa da sua mãe com berço e tudo.

Eu quero ser feliz. EU mereço ser feliz ! Isso é o que te impulsiona a mudar, mas a mudança mais comum é se separar. “Tadinho do meu filho” não quero que ele passe por isso, guarda compartilhada, como é mesmo?

É aí que eu te detenho amiga. Respira e analisa sua situação. Deixa o desespero de lado e raciocina. Volta ao passado, ele era o homem da sua vida, não podemos ser tão variantes assim. Algo aconteceu e somos responsáveis por 50 % do caso. Reveja suas atitudes também, converse e mesmo que ache que já fez de tudo estude outras possibilidades como mudança em hábitos rotineiros, mais conversa nem que ela termine num chilique (tem homem que só entende assim), tente reservar uma noite a dois, escolham uma actividade física para fazer juntos, procure ajuda de um familiar de confiança, procure um terapeuta familiar. Esgote as possibilidades. A mulher sempre será o pilar da família, fomos pouco instruídas sobre esse assunto e não sabíamos que seria preciso lutar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *